Islânda

Um dos maiores apelos para visitar a Islândia está na sua natureza. Separamos algumas atividades que vão tirar o seu fôlego!

Diferentes cenários criam a oportunidade perfeita para explorar combinando com atividades diversas, que vão de contemplações e caminhadas leves até aventuras para quem está em busca de adrenalina.

Para você não perder nenhuma oportunidade, listamos algumas das atividades que vale a pena considerar ao planejar uma viagem para a Islândia.

Venha conferir com a gente!

1. Reykjavik City-Food tour

O passeio mais saboroso da Islândia explora a cidade de Reykjavík através de deliciosos pratos locais que você não encontra em um city tour básico. O itinerário visita de 5 a 6 restaurantes que vão desde aqueles muito conhecidos “obrigatórios” a pequenos negócios familiares e pontos de encontro locais secretos. Você tem a chance de provar as melhores iguarias culinárias locais da Islândia de cada estação, como o delicioso borrego islandês; um sorvete islandês de uma receita secreta de família; uma incrível seleção de frutos do mar; queijos islandeses; o famoso cachorro-quente islandês e muito mais!

Após a experiência gastronômica, o passeio termina com uma breve visita aos pontos de maior interesse, como:

  • Casa do Parlamento: uma estrutura clássica do século XIX, construída em 1881. O Parlamento Islandês é chamado de Althingi. Próximo ao parlamento está a Catedral de Reykjavik, sede do bispado islandês.
  • Harpa: é um teatro para conferências e concertos, localizada no porto de Reykjavik. A estrutura é revestida de aço com painéis de vidro coloridos.
  • Hallgrimskirkja: é uma igreja localizada no topo de uma colina, com torres de 75 metros de altura. Tem-se uma bela vista panorâmica de Reykjavik.
  • Museus: Reykjavik possui um grande número de museus que vale muito a pena visitar, incluindo o Museu Nacional de Kjarvalsstadir e a Galeria Nacional da Islândia. A explorar por conta.

Dica: vestir roupas bem quentes e capa de chuva, se for o caso, e não tenha receio em levar uma câmera para registar os pratos e momentos do dia.
Duração: de 3 a 4 horas

Islândia
Foto: Visit Iceland, crédito Ragnar Th. Sigurdsson

2. Caçadas às Auroras Boreais (Luzes do Norte)

As Auroras ou Luzes do Norte são causadas por ventos solares dentro da magnetosfera da terra e seu avistamento depende fortemente de condições favoráveis. Não pode em nenhuma circunstância ser garantida.

Este passeio, que pode ser feito de barco, carro ou ônibus, é rechado de emoção e surpresas, indo para longe das luzes da cidade, em direção à paisagem árida ao redor de Reykjavík. Em uma noite clara e com um pouco de sorte, pode-se ver as luzes de várias cores que giram em torno de si mesmas e em torno umas das outras. Realmente um espetáculo incrível!

Notas: a disponibilidade dessa atividade depende das condições climáticas e das estradas, verificadas diariamente.

Dica: roupas quentes , incluindo gorro, cachecol, luvas e botas de caminhada e um impermeável. Não deixe de levar uma boa câmara fotográfica.
Duração: de 3 a 4 horas, entre setembro e maio.

Luzes do Norte em Reykjavik | Foto: Visit Iceland, crédito Ragnar Th. Sigurdsson

3. Passeio de barco para avistar baleias

Os cetáceos mais comuns na área são as baleias-minke, os golfinhos-de-bico-branco e os botos-do-porto. Ocasionalmente, é possível avistar outras espécies, incluindo baleias jubarte, baleias assassinas / orcas, baleias-comuns e baleias-azuis.

O clima pode mudar com bastante frequência na Islândia, resultando em ajustes ao passeio, como alteração de rotas, navegando de outros portos na área próxima, onde o tempo ou os avistamentos são mais favoráveis, o que pode resultar em um passeio um pouco mais longo. Ainda assim, a duração estimada dos passeios é o padrão e pode mudar de acordo com as condições no mar. Embora a taxa de sucesso seja alta, a abundância de cetáceos é imprevisível e varia com a disponibilidade de alimentos nas costas.

Dica: vestir roupas bem quentes, incluindo o macacão (overall) dado pela operadora do passeio.
Duração: de 3 a 4 horas.
Observação: um barco regular levar de 150 a 200 pessoas. Também possível fazer o passeio em pequenas lanchas de 12 passageiros (aproximadamente 2 horas) .

Foto: Visit Iceland, crédito Ragnar Th. Sigurdsson

4. Passeio ao interior de uma geleira

Este passeio leva à beleza intocada de Langjokull, a segunda maior geleira da Islândia. Aproveite a oportunidade únicas de viajar pelas encostas brancas e até às profundezas dos túneis de gelo feitos pelo homem, que levam até o coração azul da geleira. O passeio usa veículos modificados, especialmente feitos para explorar o ambiente glaciar.

A distância a percorrer desde a base em Húsafell até a entrada da caverna é de cerca de 45 minutos. A visita guiada à caverna é de cerca de uma hora. O regresso é feito no mesmo carro adaptado, por mais 45 minutos. Na chegada à caverna, um guia especializado neste ambiente, fornece grampos e capacetes, para a segurança durante a visita.

Dica: vestir roupas bem quentes (duas a três camadas), um impermeável, gorro e luvas, óculos escuros, uma câmara e boa disposição!
Duração: 4 horas de Húsafell / 8 horas de Reykjavik (todo o ano).

Foto: Visit Iceland, crédito Ragnar Th. Sigurdsson

5. Mergulho ou snorkelling em Silfra

Silfra é o local para snorkelling ou mergulho na Islândia, localizado no coração da Parque Nacional Thingvellir, Patrimônio Mundial da UNESCO e uma das principais atrações do Círculo Dourado.

Esta atividade pode ser feita até mesmo por quem não pe experiente em snorkell. Os guias são experientes e passam todas as informações necessárias para realizar a atividade com segurança e confiança.

As cores submarinas de Silfra são cativantes e deixam com um gostinho de quero mais. As variedades infinitas de azul, juntamente com a visibilidade surpreendente fazem de Silfra um local único.

Dica: Vestir roupas de baixo térmicas bem quentes e meias (incluindo um par extra para vestir após a atividade), toalha, câmera à prova d’água e boa disposição!
Duração: 50 minutos dentro d’água e 45 minutos para preparação antes e depois da atividade.

Foto: Shutterstock

6. Lagoa Azul

As águas da Lagoa Azul são ricas em minerais e têm poderes de curar a pele. É o lugar certo para relaxar e carregar baterias.

A água geotérmica tem origem a 2.000 metros abaixo da superfície, onde a água doce e salgada se misturam em temperaturas extremas. Em seu caminho até a superfície, a água incorpora sílica e minerais, antes de emergir a 38 °C. Perfeito para um banho relaxante e revigorante.

Lagoa Azul | Foto: iStock

O acesso Premium é a opção mais confortável de acesso à Lagoa pública. Apesar de os balneários/vestiários parecerem bem lotados, na lagoa é possível encontrar um canto sossegado para relaxar. Não aceita crianças com menos de 2 anos. Depois do acesso, não tem limite de tempo para saída.

Dica: a opção de acesso Retreat. É a mais recomendada pois oferece cabines privadas para se trocar, além de um ambiente calmo necessário para um bom relaxamento. Não aceita menos de 14 anos. A duração máxima é de 4 horas.

7. Passeio em moto de neve (snowmobile)

Apesar de ser possivel fazer esta atividade em vários glaciares na Islândia, o ideal é procurar por lugares com menor número de turistas. A alternativa do momento é a geleira de Eyjafjallajokull.

A Costa Sul é espetacular, mas nada se compara em experimentar a vista de cima de uma geleira! Por isso que o passeio em snowmobile em cima do glaciar Eyjafjallajökull é uma experiência extraordinária e única.

Dica: Roupas quentes, incluindo gorro, cachecol, luvas e botas para caminhada na neve.
Duração: de 2 a 4 horas, dependendo das condições de acesso à geleira. O passeio em si leva cerca de 1 hora.
Observação: levar uma licença de condução válida (CNH Brasileira).

Foto: Guide to Iceland

8. Passeio no interior do vulcão

O vulcão adormecido Thrihnukagigur (ou Þríhnúkagígur) é um fenômeno natural único. É preciso fazer uma caminhada de 45 a 50 minutos para chegar à cratera. Em seguida, um elevador de cabo aberto leva a 120 metros de profundidade através do cone do vulcão até a sua câmara.

Guias experientes acompanham durante todo o passeio, inclusive no elevador e no chão na câmara de magma. De volta à superfície, enquanto aguarda o retorno de todo o grupo, tem-se a oportunidade de desfrutar de uma tradicional sopa de carne ou de legumes e café / chá / chocolate quente.

A caminhada até o vulcão é uma parte importante deste passeio, não só pelo cenário de tirar o fôlego, mas também porque é uma das duas maneiras de chegar à base do vulcão. A outra é usar um helicóptero.

Duração: de 5 a 6 horas (de 10 de maio a 31 de outubro).
Dica: usar roupas quentes, botas de caminhada e boa disposição!

Islândia
Foto: Inside the volcano

9. Caminhada na geleira

É hora de pular em um super jeep, colocar os crampons, capacete e picador de gelo para entrar no poderoso glaciar Myrdalsjokull. Embora seja possível fazer este passeio em outras geleiras, esta é a mais recomendada. Juntamente com a geleira Vatnajökull, que tem técnicas, duração e procedimentos semelhantes.

Em Myrdalsjokull a Mãe Natureza se superou! Ali é possível identificar a idade do gelo, como se formaram as geleiras e o que significam as suas cores. Além de cenários dignos de filme. Prepare-se para se surpreender!

Duração: de 2 a 4 horas, dependendo das condições de acesso à geleira.
Dica: roupas quentes, incluindo gorro, cachecol, luvas, botas para caminhada e um impermeável. Todo o equipamento técnico (grampos de ferro e capacetes) é fornecido pelo guia. Idade mínima 10 anos.

Foto: Glacier Wonders

10. Passeio de barco na lagoa Jokulsarlon

Localizado no glaciar Vatnajokull, Jokulsárlón é um lago glacial junto a uma praia de areia negra, que dá para o Oceano Atlântico.

O passeio pode ser feito em um barco zodíaco ou em anfíbio, navegando ao redor de enormes icebergs. No zodíaco é possível cobrir grandes áreas da lagoa e permite se aproximar mais dos icebergs que no anfíbio. Portanto, se for seguro, o zodíaco vai bem perto da geleira. Esta é uma ótima maneira de explorar a lagoa longe do barulho do mundo.

Duração: 2 horas, sendo 1 hora de preparação e 1 hora navegação.
Dica: Roupas quentes, incluindo gorro, cachecol, luvas, botas para caminhada e um impermeável. No zodíaco, fornecem macacão e colete salva-vidas. Idade mínima: 6 anos.

Foto: Guide to Iceland

Fonte: Private Travel Iceland | Edição: Kangaroo Tours

Leia também:

As atividades são incríveis, não? E estas são apenas algumas. A Islândia é um verdadeiro paraíso para quem busca uma viagem ativa, mas se adapta muito bem para quem deseja apenas contemplação.

Pronto para embarcar na aventura que é conhecer a Islândia? Acesse as nossas sugestões de pacote para a Islândia e fale com o seu agente de viagem para personalizar a viagem.

Até a próxima!