Seychelles

As chamadas Ilhas Seychelles são um destino que vem sendo cada vez mais procurado por casais e amantes do ecoturismo. As 115 ilhas e ilhotas que compõe esse arquipélago africano são um verdadeiro reduto paradisíaco no Oceano Índico.

 

Um lugar quase intocado pelo homem e descoberto há pouco tempo pelos viajantes brasileiros, as Ilhas Seychelles oferecem desde simplicidade ao luxo. Com mais de 50% da sua área totalmente preservada, o arquipélago é o lugar perfeito para quem procura exclusividade e um ambiente mais reservado. Hoje em dia podemos encontrar praias de beleza estonteante em muitos países, mas o isolamento que Seychelles oferece é único. Se você procura uma opção de destino longe do agito e movimentação das cidades, as Ilhas Seychelles são o seu lugar!

Para chegar até lá, os voos através de Johanesburgo, na África do Sul, ou através de Dubai, nos Emirados Árabes, são as melhores opções.

Seychelles

Anse Coco, La Digue
Crédito Seychelles Tourism Board | fotógrafo Gerard Larose

Cada ilha do arquipélago se diferencia por sua história, cultura, geografia e personalidade.

Hoje vamos te contar um pouco mais sobre as três principais ilhas de Seychelles, Mahé, Praslin e La Digue, que você não pode deixar de conhecer se está programando uma viagem para essa região. Confira!

 

Ilha Mahé

Ilha principal das Ilhas Seychelles, Mahé centraliza a maior quantidade de resorts, hotéis e restaurantes do arquipélago. Ilha também de maior extensão, Mahé disponibiliza para os seus visitantes uma estrutura mais completa, principalmente na capital Victoria.

Além das praias de tirar o fôlego, é nessa ilha onde está o centro comercial mais preparado para receber os visitantes, com lojas e opções de cafés e restaurantes de cozinha internacional. Por isso, uma boa opção é buscar hospedagem nessa cidade se você quer aproveitar todas as belezas naturais, mas também não abre mão da praticidade.

Ilhas Seychelles

Vista do Monte Copolia ao norte de Mahe
Crédito Shutterstock

Na capital, compre especiarias, produtos e artesanatos locais no mercado municipal Victoria Market e visite o Templo Hindu da cidade, que recebe a visita de muitos indianos do arquipélago.

Por ter uma estrutura um pouco mais completa – se comparada ao restante do país, não espere um grande centro comercial – a capital Victoria também concentra o maior número de turistas das ilhas. Se você está procurando por total isolamento e exclusividade, e não se importa em ter os serviços de uma cidade mais afastados, reserve um resort em alguma das praias do sul da ilha de Mahé, que são mais isoladas e têm uma quantidade bem menor de visitantes.

Mas Mahé não deixa de oferecer trilhas e passeios relacionados às belezas naturais, afinal, esse é o ponto principal de Seychelles. Muitas das praias do arquipélago são privadas, pertencentes aos hotéis e resorts da região. Consulte a sua opção de hospedagem para saber se eles oferecem alguma vantagem assim.

Visite também as praias públicas de Beau Vallon e Anse Royale, que oferecem paisagens bem distintas.

Anse Royale é uma opção mais procurada pelas famílias, por ser um local mais calmo e com fácil acesso, perto da rodovia. A prática de snorkeling é bastante comum nessa praia.

Na orla de Beau Vallon estão muitos restaurantes e lojinhas de souvenir, além de uma grande oferta de aluguel e serviços de atividades aquáticas.

 

Praslin

A segunda ilha mais conhecida de Seychelles é Praslin, com interessantes opções de hotéis, resorts e serviços.

Praslin é conhecida pela exuberante flora e é lá que nasce o “Coco de Mer”, ou em português “coco do mar”, fruto da região famoso por seu tamanho acima do normal, que é encontrado em abundância em Vallée de Mai, parque tombado pela Unesco como patrimônio histórico.

Nessa ilha é possível visitar a praia Anse Lazio, considerada uma das mais belas do país. O nome da praia foi determinado comparando a cor azul das águas com a camisa do time de futebol italiano, Lázio. Essa praia é uma verdadeira piscina natural, pois está cercada por recifes de corais que fazem com que as ondas quebrem antes de chegar à praia.

Nessa e em outras praias dessa ilha, os visitantes podem aproveitar as águas cristalinas para nadar, praticar mergulho, snorkeling, passear de barco e ter contato com a rica e conservada vida marinha do arquipélago, encontrando tartarugas, golfinhos, peixes de todas as cores e corais de todas as formas, transformando essas experiências em momentos únicos.

Ilhas Seychelles

Praslin, Ilhas Seychelles
Crédito Shutterstock

La Digue

Considerada por muitos uma das ilhas mais bonitas da região, La Digue é a quarta maior em território e terceira ilha mais populosa do arquipélago de Seychelles.

Repleta de praias mais selvagens e de natureza exuberante, nessa ilha é muito comum o aluguel e utilização de bicicletas para locomoção. Há caminhos entre as praias e espaços específicos para estacionar as bikes sem preocupação.

As duas principais praias de La Digue são Anse Source d’Argente e Grand Anse. Duas opções muito diferentes que encantam os turistas com as suas particularidades.

Anse Source d’Argente apresenta um cenário deslumbrante, areia fina e branca, águas transparentes e uma paisagem composta de uma rica flora e pedras de granito. Essa é considerada uma das praias mais bonitas do mundo e é parada obrigatória em uma viagem para Seychelles.

Ilhas Seychelles

Source d’Argente
Crédito Seychelles Tourism Board | fotógrafo Gerard Laros

Já Grand Anse é uma praia mais intacta e selvagem. Com uma infraestrutura mais simples, a praia não perde em beleza para nenhuma outra da ilha. Com águas mais agitadas, mas de um tom turquesa impressionante, as pedras e vegetação compõe as margens da praia.

 

Qual a melhor época para visitar Seychelles?

Como as Ilhas estão em uma região de clima tropical úmido, as alterações no tempo não são tão pronunciadas entre as estações, fazendo de Seychelles uma excelente opção de destino durante todo o ano.

As temperaturas no arquipélago são sempre agradáveis, variando entre 24ºC a 32º. Os meses mais quentes e úmidos são os de verão, entre dezembro e fevereiro. Para evitar a época de chuvas, uma boa pedida é programar a viagem entre abril e novembro.

Seychelles tem fuso de +7 horas do horário de Brasília. Não é preciso visto para entrar no arquipélago, apenas o passaporte dentro da validade.

O governo local exige certificado internacional de vacina contra febre amarela, que deve ser tomada até 10 dias antes do embarque.

 

Ecoturismo levado a sério

A consciência da utilização e visitação dos recursos nas Ilhas Seychelles é um destaque para o tipo de turismo que a região oferece. Com 50% da sua área total preservada, o arquipélago africano leva a sério o alto grau de proteção ao meio ambiente. Em diversas áreas há um controle do número de turistas permitido e regras específicas para as atividades que podem ser realizadas.

O Atol de Aldabra, um dos maiores grupos de recifes de corais do mundo e o já citado parque Vallée de Mai, em Praslin, são protegidos pela Unesco e reconhecidos como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Ilhas Seychelles

Cachoeira no Vallee de Mai
Crédito Seychelles Tourism Board | fotógrafo Gerard Larose

O turismo sustentável em Seychelles é importante para que a manutenção das belezas naturais da região seja possível, preservando e protegendo as espécies de fauna, flora e vida marinha locais e possibilitando que muitos viajantes possam conhecer essas belezas de tirar o fôlego.

 

 

Já está encantado com esse paraíso natural? A Kangaroo oferece diversos pacotes para as Ilhas Seychelles. Consulte um agente de viagem para saber mais sobre esse arquipélago do Oceano Índico e comece agora mesmo a planejar a sua viagem para esse reduto de belezas naturais!