Paul Gauguin, cruzeiro de luxo pela Polinésia Francesa: Bora Bora & Moorea

Visitando agora as ilhas de Bora Bora e Moorea, as mais famosas da Polinésia Francesa, conto sobre os últimos dias da inesquecível experiência a bordo do cruzeiro de luxo Paul Gauguin.

 

  • Deseja ler os primeiros post’s da minha viagem a Polinésia Francesa com o Paul Gauguin? Clique aqui para ler sobre a minha chegada ao arquipélago e aqui para ler sobre os primeiros dias a bordo, visitando as ilhas de Huahine e Taha’a.

 

BORA BORA

A próxima parada do Paul Gauguin foi na famosa e mais romântica de todas as ilhas, Bora Bora, onde o navio ficou ancorado por dois dias.

Uma das atrações da parada na ilha é o Motu de Bora Bora. Semelhante ao Motu de Taha`a, esse também é uma pequena ilha isolada da Polinésia Francesa, porém sem estrutura e com uma atmosfera mais selvagem.  As atrações são a praia de areia branca, um minibar a céu aberto com um número limitado de bebidas e petiscos, as altas palmeiras para sombra e as belas águas turquesa. Caiaques, bolas de vôlei e snorkeling estão disponíveis como atividades no Motu.

Paul Gauguin_Tahiti

Motu de Bora Bora – Foto de Lilian Duarte

Paul Gauguin_Tahiti

Atividades no Motu de Bora Bora – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Nosso grupo de agentes de viagens e operadores turísticos da América do Sul em Bora Bora – Foto cortesia de Paul Gauguin Cruises

 

Visitar o vilarejo de Vaitape é outra opção para passar o dia em Bora Bora. Assim como para o Motu, há tenders saindo para o vilarejo durante os dois dias que o Paul Gauguin está ancorado na ilha, principalmente à noite, quando é possível conhecer o mais famoso restaurante da Polinésia Francesa, Bloody Mary’s, que já recebeu várias celebridades mundiais como clientes.

  • O piso do restaurante Bloody Mary’s é de areia, sugiro as mulheres irem de rasteira ou plataforma para ficarem mais a vontade.
Paul Gauguin_Tahiti

Entrada do restaurante Blody Mary’s em Bora Bora – Foto de Lilian Duarte

 

Uma oportunidade incrível que a experiência Paul Gauguin oferece devido a parceria com a rede de hotéis InterContinental, é que enquanto o barco está ancorado na ilha de Bora Bora, é possível fazer reserva e passar o dia ou se hospedar no InterContinental Bora Bora Le Moana, resort de 4 estrelas, ou no InterContinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa, de 5 estrelas. Para aqueles que desejam vivenciar a experiência de ficar em um bangalô sobre as águas turquesa de Bora Bora, essa é uma oportunidade única.

  • O cruzeiro parte de Bora Bora no final da tarde. Ver o pôr do sol no deck do navio, enquanto o Paul Gauguin passa pela passagem Te Ava Nue (única abertura do recife de coral de Bora Bora). É simplesmente fascinante e inesquecível a combinação da vista do Monte Otemanu com o pôr do sol da Polinésia Francesa.
Paul Gauguin_Tahiti

Deck de acesso aos bangalôs sobre as águas do InterContinental Le Moana, em Bora Bora – Foto de Lilian Duarte

Paul Gauguin_Tahiti

Vista dos bangalôs do InterContinental Thalasso, em Bora Bora, com o Monte Otemanu de fundo – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Nosso grupo de agentes de viagens e operadores turísticos da América do Sul durante a passagem Te Ava Nue – Foto cortesia de Paul Gauguin Cruises

 

Na ultima noite em Bora Bora acontece uma das melhores atrações de entretenimento (na minha opinião) a bordo do Paul Gauguin, o Showtime Krew Kapers. A equipe de funcionários filipenses do navio estrelam várias performances artísticas, como dança, canto, teatro mudo, entre outros.

Polinésia Francesa_Tahiti

Showtime Krew Kapers – Foto cortesia de Paul Gauguin Cruises

 

MOOREA

A última parada do Paul Gauguin é em Moorea, uma ilha montanhosa, próxima à ilha principal Tahiti, que além de possuir as águas turquesa características da polinésia, possui uma vegetação tropical envolvente, que ao combinar com as lagoas, criam uma paisagem única. Uma pequena e encantadora aldeia se espalha ao longo da costa.

Polinésia Francesa_Tahiti

Chegada no píer de Moorea – Foto de Lilian Duarte

 

No primeiro dia na ilha, fizemos o Aito Off Road Safari, uma excursão guiada em veículo off-road com quatro horas de duração. O passeio começou com uma visita cênica a Magic Mountain, que oferece vistas panorâmicas da Baía de Opunohu e da lagoa de Moorea. Em seguida, exploramos o templo ao ar livre Marae, a enorme plantação de abacaxi, a Escola de Agricultura – onde degustamos de doces de frutas locais – e a plantação de baunilha, onde familiarizamos com a fauna e flora da ilha.

Polinésia Francesa_Tahiti

Vista da Baía de Opunohu e da lagoa de Moorea da Magic Mountain – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Visita ao templo Marae Ahu O Mahine – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Plantação de abacaxi de Moorea – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Degustação dos doces de frutas locais na Escola de Agricultura – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Visita a plantação de baunilha – Foto de Lilian Duarte

 

O tour terminou com uma parada na fábrica de sucos e destilaria de Moorea, onde degustamos de seus principais licores.

  • Para quem preferir explorar a ilha de uma forma mais pessoal, há opções de moto, buggy, motociclo e outros tipos de veículos para alugar.
Polinésia Francesa_Tahiti

Algumas das opções de veículos para explorar a ilha de Moorea em excursões – Foto de Lilian Duarte

 

A primeira noite em Moorea terminou com uma Noite Polinésia, no qual o dress code foi roupas de estilo polinésio. “’Mamas” locais, a bordo do Paul Gauguin, finalizaram o look polinésio dos passageiros com leis e heis (adereços) feitos por elas, que foram oferecidos como presente da noite temática. O jantar polinésio foi acompanhado de música taitiana e a noite terminou com a apresentação de um grupo local no salão principal do cruzeiro.

Polinésia Francesa_Tahiti

Mamas locais confeccionando os leis e heis (adereços polinésios) – Foto cortesia Paul Gauguin Cruises

 

O segundo dia na ilha foi marcado pela visita as águas rasas das lagoas vizinhas de Moorea, que foram uma excelente oportunidade de vivenciar a experiência de nadar com raias e tubarões de recifes.

Polinésia Francesa_Tahiti

Pequena ilha pertencente a Moorea – Foto de Lilian Duarte

Polinésia Francesa_Tahiti

Visita de arraias nas águas de Moorea – Foto de Lilian Duarte

 

No fim da tarde, participei da festa de despedida do Paul Gauguin, com o Capitão Davor, a tripulação e a equipe de assistentes de bordo, que cordialmente convidam todos os passageiros para um coquetel de despedida ao som da banda Santa Rosa, seguido de apresentações do folclore e da cultura da Polinésia Francesa. Uma maneira perfeitamente tocante para encerrar a última noite no navio.

Polinésia Francesa_Tahiti

Festa de despedida do Paul Gauguin na última noite – Foto de Lilian Duarte

Na manhã seguinte, após o café da manhã, iniciou-se o desembarque do Paul Gauguin, com toda organização e pontualidade já experimentado a bordo. O meu transfer para o hotel, que foi confirmado pelo serviço de concierge do navio no dia anterior, me aguardava pontualmente na hora marcada.

Foi uma honra e inesquecível estar a bordo do Paul Gauguin, um cruzeiro que se destaca por sua tripulação excepcional e encantadora, sempre com um sorriso no rosto e, por proporcionar dias na Polinésia Francesa com uma experiência totalmente autêntica, rica culturalmente e, ao mesmo tempo, exclusiva. Obrigada a Qualitours pelo convite!

Perdeu o primeiro post sobre a minha viagem de cruzeiro pela Polinésia Francesa? Confira a introdução sobre este fascinante e único arquipélago aqui e a visita às ilhas de Huahine e Taha’a aqui. Se quiser ter mais informações, no próximo post contaremos sobre o que você precisa saber antes de viajar para a Polinésia Francesa e sugestões de hotéis para hospedagem nas principais ilhas.

Para mais informações de pacotes do Paul Gauguin, clique aqui ou entre em contato com um agente de viagem para personalizar um roteiro de acordo com as suas necessidades e interesse.

Copyright © 2017. Agência de Viagens Kangaroo. Todos os direitos reservados.