Minha viagem para o Quênia

A convite da Gamewatchers Safaris e Porini Camps, as consultoras Paulina Rojo, da Kangaroo Tours Chile, e Lilian Albernaz, da Kangaroo São Paulo, visitaram o Quênia para conferir um roteiro pelos parques nacionais daquele país.

 

Durante a visita foi possível experimentar em primeira mão como são as acomodações em tendas, com safáris em lugares remotos sendo feitos em carro, à pé ou voando de um acampamento a outro. Abaixo está o relato da viagem. Confira!

 

Posso resumir o Quênia em apenas uma palavra: maravilhoso. É um desses lugares que misturam todos os sentimentos; a ansiedade de ver os animais selvagens em seu habitat natural, o medo de quando se está no meio de uma família de leões, ou quando eles brigam entre si, a emoção de ver suas crias, além da combinação de suas paisagens e, acima de tudo, a cultura Mara… É idílico! Definitivamente um país que conquistou o meu coração!

A minha estadia foi nas propriedades Porini que, embora muito especiais, não são para todos os tipos de viajantes (como qualquer produto turístico). Se você é do tipo que busca uma experiência selvagem e sustentável, certamente estes acampamentos são uma opção a considerar.

Algumas característica importantes a se considerar:

  • Todos os quartos são tendas; em algumas propriedades, há mais de 10 em cada lodge;
  • O único lodge que se pode dizer que tinha Wi-Fi é no Nairobi Tented Camp; portanto, pode ser interessante comprar um chip local e ter o celular desbloqueado para poder funcionar.
  • Pela manhã, para despertar os hóspedes, sem telefones para fazer o wake up, são os Masai que vão até a sua tenda e com um simpático “helloooo”, deixando uma cortês (e bem-vinda) bandeja com café, chá ou leite achocolatado, com alguns cookies, enquanto você desperta para o café da manhã. Também deixam um jarro de água quente.
  • Como são eco-lodges, para tomar banho deve-se avisar o horário que deseja. Na hora combinada, os Masai enchem um recipiente com água quente para que você possa tomar um banho e, claro, cuidar da água.
  • As tendas não têm pontos de tomada para carregar telefones celulares, câmeras, etc, já que não têm tensão suficiente para uma rede. No entanto, pode-se deixar os equipamentos na tenda principal, onde um gerador carrega os eletrônicos dos hóspedes. Devido a esta restrição com energia, não oferecem secador de cabelo, mas com tanto calor é até gostoso seca-lo ao ar livre.
  • Devido ao isolamento dos acampamentos, à noite os hóspedes não devem andar sozinhos, tendo sempre a companhia de um Masai.
  • Após o jantar, uma deliciosa surpresa ao chegar na tenda: uma cama aquecida com bolsa de água quente. E o melhor é que não se sente frio, pelo contrário.

A seguir te conto como foi a viagem em si.

Chegando em Nairobi, ficamos no Nairobi Tented Camp. Este acampamento conta com apenas 9 tendas bem espaçosas e com uma linda decoração. Está perfeitamente localizado no meio de uma floresta, no Parque Nacional de Nairobi, a cerca de 10 a 15 minutos do Aeroporto Internacional de Nairobi. No caminho para o acampamento é como se tivesse o primeiro contato com o que será um safári. O contraste de ver os edifícios da cidade ao fundo, com animais de safári passando na frente é impagável!

 

Uma tenda típica no Nairobi Tented Camp, a poucos minutos de Nairobi. Foto Porini Camps

Uma tenda típica no Nairobi Tented Camp, a poucos minutos de Nairobi.
Foto Porini Camps

Embora simples, a tenda é uma boa introdução para a aventura que vem pela frente. Foto Porini Camps

Embora simples, a tenda é uma boa introdução para a aventura que vem pela frente.
Foto Porini Camps

O banheiro em uma das tendas. Foto Porini Camps

O banheiro em uma das tendas.
Foto Porini Camps

 

No dia seguinte, pegamos um voo no aeroporto doméstico, com destino ao Parque Nacional Amboseli (aproximadamente 45 minutos). Na chegada, um carro 4×4 faz o traslado ao lodge (cerca de 2 horas), com um safári no caminho.

 

Os voos entre os lodges são feitos em aviões pequenos, que cobrem de forma eficiente as distâncias entre os lodges. Foto Andrea Landaeta

Os voos entre os lodges são feitos em aviões pequenos, que cobrem de forma eficiente as distâncias permitindo mais tempo para aproveitar o lugar.
Foto Andrea Landaeta

Os jipes abertos são perfeitos para o traslado entre aeroporto e lodge, permitindo avistar animais no caminho. Foto Andrea Landaeta

Os jipes abertos são perfeitos para o traslado entre aeroporto e lodge, permitindo avistar animais no caminho.
Foto Andrea Landaeta

Imagem clássica no Quênia: elefantes com o Monte Kilimanjaro ao fundo. Foto Andrea Landaeta

Imagem clássica no Quênia: elefantes com o Monte Kilimanjaro ao fundo.
Foto Andrea Landaeta

Famílias inteiras são vistas caminhando pelas planícies no Parque Nacional de Amboseli. Foto Andrea Landaeta

Famílias inteiras são vistas caminhando pelas planícies no Parque Nacional de Amboseli.
Foto Andrea Landaeta

A prioridade é do pedestre! Foto Andrea Landaeta

A prioridade é do pedestre!
Foto Andrea Landaeta

A passagem da manada é uma visão interessante até mesmo para nossos guias que estão acostumados. Foto Lilian Albernaz

A passagem da manada é uma visão interessante até mesmo para nossos guias que estão acostumados.
Foto Lilian Albernaz

De um ponto de observação estratégico, um pouco acima da planície e próxima de uma água, é o lugar ideal para avistar animais no Amboseli. Foto Lilian Albernaz

De um ponto de observação estratégico, um pouco acima da planície e próxima de uma água, é o lugar ideal para avistar animais no Amboseli.
Foto Lilian Albernaz

 

O Porini Amboseli Camp, localizado na área de conservação Selenkay, no Parque Nacional de Amboseli, tem 9 tendas bem decoradas. Atrás do lodge há uma espécie de lagoa onde girafas, elefantes e zebras vão tomar água. Nesse mesmo lugar, no final da tarde, é feito com um pequeno coquetel para assistir ao pôr do sol e ver estes animais maravilhosos.

 

Quarto ... Foto Porini Camps

Quarto no acampamento localizado no Parque Nacional de Amboseli.
Foto Porini Camps

Banho com hora marcada: o chuveiro é abastecido manualmente com água quente. Foto Porini Camps

Banho com hora marcada: o chuveiro é abastecido manualmente com água quente.
Foto Porini Camps

A confortável área de espera para relaxar entre um safári e outro. Foto Porini Camps

A confortável área de espera para relaxar entre um safári e outro.
Foto Porini Camps

O pequeno fosso com água atrai animais, facilitando avistar algumas espécies do lodge mesmo. Foto Andrea Landaeta

O pequeno fosso com água atrai animais, facilitando avistar algumas espécies do lodge mesmo.
Foto Porini Camps

 

Foi nesta área que visitamos uma vila Masai. Que experiência incrível! É um daqueles momentos que te fazem pensar no seu modo de vida. A maneira como este povo vive, como são felizes com tão pouco (de acordo com os nossos padrões), sem eletricidade, sem água potável, vivendo juntos em pequenas cabanas; é verdadeiramente impressionante. Eles nos contam sobre o modo como vivem e ensinam como fazer fogo com algumas varetas, como são suas brincadeiras, nos mostram suas casas, como trabalham com o gado… A visita termina com uma canção de despedida e muitos saltos!

 

Um dos povos etnicos mais conhecidos, os masai ainda preservam muitas das suas tradições culturais. Foto Andrea Landaeta

Um dos povos etnicos mais conhecidos, os masai ainda preservam muitas das suas tradições culturais, como viver em pequenas comunidades .
Foto Andrea Landaeta

O contato com os visitantes é feito principalmente pelo homens; as mulheres costumam ser mais reservadas e evitam tanto contato. Foto Andrea Landaeta

O contato com os visitantes é feito principalmente pelo homens; as mulheres costumam ser mais reservadas e evitam tanto contato.
Foto Andrea Landaeta

Roupas coloridas e adornos são parte da identidade cultural do povo. Foto Andrea Landaeta

Roupas coloridas, com forte domínio do vermelho, e adornos são parte da identidade cultural do povo.
Foto Andrea Landaeta

A vila toda reunida para receber o grupo. Foto Lilian Albernaz

A vila toda reunida para receber o grupo.
Foto Lilian Albernaz

 

No dia seguinte, fomos para o Selenkay Airstrip para voo com destino ao Nanyuki Airstrip (aproximadamente 1h30′). Da pista de pouso Nanyuki até o lodge leva cerca de 40 minutos. Também é possível fazer esta viagem por terra, mas o tempo de deslocamento é de cerca de 3 horas.

 

Parada para uma foto em grupo antes de embarcar para mais um voo / traslado. Foto Andrea Landaeta

Parada para uma foto em grupo antes de embarcar para mais um voo / traslado.
Foto Andrea Landaeta

 

Chegamos na área de conservação Ol Pejeta (bem na linha do Equador), uma área de conservação dos últimos rinocerontes brancos, onde também é possível avistar rinocerontes negros, elefantes e chimpanzés. Todos vivendo em uma área saudável e segura.

 

Animais avistados durante safári. Foto Andrea Landaeta

Animais avistados durante safári.
Foto Andrea Landaeta

Elefantes Foto Lilian Albernaz

Elefantes
Foto Lilian Albernaz

Animais avistados durante safári. Foto Andrea Landaeta

Camaleão
Foto Andrea Landaeta

 

O Porini Rhino Camp, localizado na área de conservação Ol Pejeta, tem apenas 7 tendas, todas muito agradáveis e também bem decoradas.

 

Porini Rhino Camp Foto Porini Camps

O quarto no Porini Rhino Camp.
Foto Porini Camps

Porini Rhino Camp Foto Porini Camps

Banheiro no Porini Rhino Camp.
Foto Porini Camps

Porini Rhino Camp Foto Porini Camps

Área comum no Porini Rhino Camp.
Foto Porini Camps

Porini Rhino Camp Foto Porini Camps

Pôr-do-sol com bebidas e vista sobre a planície no Porini Rhino Camp.
Foto Porini Camps

 

A estadia ali foi bastante curta, já que na manhã seguinte tomamos voo para nosso novo destino: o Porini Mara Camp. Localizado na área de conservação Ol Kinyei, conta com apenas 6 tendas e para mim é o mais bonito, não pelas tendas em si (todas no mesmo estilo) e sim pela sua localização. Cercado por árvores e grama quase toda verde, é definitivamente o ambiente perfeito para observar todos os animais.

 

Tenda do vista de fora. Foto Porini Camps

Tenda do Porini Mara Campa vista de fora.
Foto Porini Camps

Quarto no Porini Mara Camp. Foto Porini Camps

Quarto no Porini Mara Camp.
Foto Porini Camps

As lanternas acessas no final do dia dão um ar ainda mais especial ao acampamento. Foto Porini Camp

As lanternas acessas no final do dia dão um ar ainda mais especial ao acampamento.
Foto Porini Camp

 

Na parte da tarde fizemos um safári à pé, uma experiência muito agradável que permite encontrar pegadas observando alguns animais e realmente sentindo o contato com a natureza ao redor. De qualquer maneira, logo atrás vinha um jipe nos acompanhando.

 

Nosso guia Masai durante o safári à pé - experiência que permite contato total com a natureza. Foto Lilian Albernaz

Nosso guia Masai durante o safári à pé – experiência que permite contato total com a natureza.
Foto Lilian Albernaz

O safári à pé, seguindo as pegadas de animais, permite um contato ainda maior com a natureza. Foto Andrea Landaeta

O safári à pé, seguindo as pegadas de animais, permite um contato ainda maior com a natureza.
Foto Andrea Landaeta

Parada para uma foto em grupo. Foto Andrea Landaeta

Parada para uma foto em grupo.
Foto Andrea Landaeta

Com direito à um lindo arco-iris! Foto Andrea Landaeta

Com direito à um lindo arco-iris!
Foto Andrea Landaeta

Um pôr-do-sol impecável na savana africana. Para ficar na memória! Foto Andrea Landaeta

Um pôr-do-sol impecável na savana africana. Para ficar na memória!
Foto Andrea Landaeta

 

No dia seguinte fomos para o último dos lodges visitados, onde ficamos por 2 noites. O Porini Lion Camp localizado na área de conservação Olare Motorogi, é conhecido por ser a área dos “Big Cats” – um diferencial que atrai muitos visitantes. Tem apenas 10 tendas.

 

Porini Lion Camp Foto Andrea Landaeta

Porini Lion Camp
Foto Porini Camps

Porini Lion Camp Foto Andrea Landaeta

Porini Lion Camp
Foto Porini Camps

Porini Lion Camp Foto Andrea Landaeta

Porini Lion Camp
Foto Porini Camps

Porini Lion Camp Foto Andrea Landaeta

Porini Lion Camp
Foto Porini Camps

Porini Lion Camp Foto Andrea Landaeta

Porini Lion Camp
Foto Porini Camps

 

No nosso último dia fizemos um safári de dia inteiro com almoço no meio da savana, em perfeito isolamento. Depois fomos para a área do Mara River ver mais animais. Nada melhor para terminar esta experiência única no Quênia!

 

Os anfitriões organizando para uma refeição no meio da savana. Foto Lilian Albernaz

Os anfitriões organizando para uma refeição no meio da savana.
Foto Lilian Albernaz

Avistar um leão em seu habitat é sempre emocionante, com as pessoas sussurrando para não perturbar o rei da selva. Foto Lilian Albernaz

Avistar um leão em seu habitat é sempre emocionante, com as pessoas sussurrando para não perturbar o rei da selva.
Foto Lilian Albernaz

Grupo reunido durante o safári. Foto Andrea Landaeta

Grupo reunido durante o safári.
Foto Andrea Landaeta

Com nossos anfitriões - o motorista e o tracker - durante o safári. Foto Andrea Landaeta

Com nossos anfitriões – o motorista e o tracker – durante o safári.
Foto Andrea Landaeta

Os Big Cats são famosos na área de conservação Olare Motorogi. Foto Andrea Landaeta

Os Big Cats são famosos na área de conservação Olare Motorogi.
Foto Andrea Landaeta

Despedida de nossos anfitriões, que nos receberam tão bem por todos esses dias! Foto Andrea Landaeta

Despedida de nossos anfitriões, que nos receberam de forma profissional, atenciosa e carinhosa por todos esses dias!
Foto Andrea Landaeta

 

Assista o vídeo abaixo e conheça mais sobre a filosofia de turismo sustentável que o Gamewatchers.

 

 

Da experiência no Quênia fica a certeza de que é um destino único, que recomendo tanto para quem busca contato com a natureza, como contato com um povo de cultura rica e intrigante. Para quem tem como objetivo avistar os animais, será um prato cheio! Seja em safáris diurnos como noturnos, a variedade de animais e aves é impressionante e recompensador. Se ainda não está na sua lista de destinos a visitar, inclua já!

Texto de Paulina Rojo, com colaboração de Lilian Albernaz.

 

Uma viagem ao Quênia pode ser combinada com outros destinos, como uma extensão às lindas praias de Zanzibar, ou Tanzânia, Ruanda, África do Sul… Explore algumas sugestões de pacote de viagem para o Quênia ou consulte o seu agente de viagem para personalizar o itinerário de acordo com as suas necessidades e interesses.

Copyright © 2017. Agência de Viagens Kangaroo. Todos os direitos reservados.